Terramedia

Descobrimentos

  • Descobrimentos
  • Modelo: DEV333067
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$23,00


João Batista Melo, premiado autor de O Inventor de Estrelas e As Baleias do Saguenay, nos traz três aventuras fabulosas que revisitam a História com um olhar incisivo e original, nublando as fronteiras entre realidade e ficção, e nos lembrando — com engenhosidade, delicadeza e precisão literárias — do quanto a percepção histórica é subjetiva e contingente.

As Histórias:

O Caminho das Índias O escriba de Cristóvão Colombo narra um destino bastante diferente para a expedição marítima que, em nossa realidade, levou à descoberta da América.

1500 Uma tempestade arrasta um grupo de índios para longe do litoral brasileiro, atirando-os em uma jornada assustadora até as terras estranhas do outro lado do Atlântico.

A Moça Triste de Berlim O dirigível Hindenburg está a caminho do Rio de Janeiro, e dentro dele, um jovem cansado da ditadura Vargas prepara-se para cometer um atentado contra o regime.

Sobre o Autor

Melo é um escritor e cineasta brasileiro nascido em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 1960. É formado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (ufmg), com mestrado em Multimeios pela Universidade de Campinas (unicamp).

Sua carreira é bastante distinta, dentro da literatura brasileira: seu primeiro livro de contos, O Inventor de Estrelas (1991), foi o ganhador do Prêmio Guimarães Rosa 1989; As Baleias do Saguenay (1995), outro livro de contos, ganhou os Prêmios Cidade de Belo Horizonte (da Secretaria Municipal de Cultura de Belo Horizonte) e Paraná (da Secretaria Estadual de Cultura do Paraná); Patagônia (1998), seu primeiro romance, recebeu o Prêmio Cruz e Sousa de Romance 1998 (da Fundação Catarinense de Cultura); e Um Pouco Mais de Swing (1999), um livro de contos, foi contemplado em 1998 com a bolsa da Fundação Biblioteca Nacional para obras de autores brasileiros em fase de conclusão. Seu livro mais recente é nova coletânea de histórias, O Colecionador de Sombras (2008).

Ele também publicou contos nos jornais O GloboFolha de S. Paulo, e O Estado de Minas Gerais, e participou da antologia Des nouvelles du Brésil (1999), publicada pela editora francesa Editions Metailié, com vinte histórias brasileiras escritas entre 1945 e 1998, por vinte autores diferentes. Organizada por Célia Pisa, essa antologia fez uma panorâmica da literatura brasileira, no ano em que o Brasil foi o país tema de uma grande feira literária na França.

João Batista Melo figurou na antologia seminal Geração 90: Manuscritos do Computador (2001), organizada por Nelson de Oliveira. Mais recentemente, apareceu na antologia de ficção científica Contos Imediatos (2009).

O Selo Asas no Vento

A Devir entra no mercado dos livros de bolso com uma linha de livros de fantasia, horror, ficção científica e aventura, publicando, em combinações surpreendentes, o melhor dos autores nacionais e estrangeiros. Uma parte importante do trabalho de edição é encontrar um formato para se publicar textos ou histórias que o editor acredita ser relevante e merecedor de publicação.

A literatura fantástica está repleta de histórias curtas de grande qualidade que não encontrávamos uma maneira adequada de publicar. A coleção Asas do Vento vem justamente preencher essa lacuna. Ela é uma série de livros de bolso de acabamento primoroso, que visa publicar histórias mais curtas (contos, novelas, noveletas) que se destacam mas que normalmente acabam esquecidas por não terem tamanho suficiente para ocupar um livro de tamanho normal ou encontram espaço apenas em revistas ou antologias.

Com alta portabilidade, ao contrário da maioria das edições de bolso no Brasil, os livros da Asas do Vento realmente cabem no bolso (e nas bolsas). Com capa semi-rígida, também possuem maior durabilidade. Livros para desfrutar e colecionar.

Os livros da Asas do Vento estarão disponíveis em livrarias e bancas selecionadas.

Atributos
Formato 9 x 15 cm
Autor João Batista Melo
paginas 96 páginas, PB em papel off-set 90 g/m²
capa Capa semi-rígida

Escreva um comentário

Você deve acessar ou cadastrar-se para comentar.